Fisioterapia Neurofuncional

A Fisioterapia Neurofuncional atua de forma preventiva, curativa, adaptativa ou paliativa nas sequelas resultantes de danos ao sistema nervoso, com base nos conceitos neurofisiológicos baseados cientificamente. Tais patologias podem ser de origem congênita ou adquirida, e atingem qualquer faixa etária, seja pediátrica, adulta ou geriátrica.

As disfunções neurológicas são inúmeras e apresentam quadros bastante diferentes, as características das alterações neurológicas geradas por cada patologia dependerão, não somente do local da lesão, mas também da sua extensão. Essas alterações geram alteração de funções, levando ao prejuízo das atividades de vida diária e profissional, tornando-os, muitas vezes, dependentes parcial ou completamente de outras pessoas, repercutindo de forma direta na vida do paciente e seus familiares.

A melhora deste quadro, entretanto, é possível, e a assistência fisioterapêutica a estes pacientes tem papel fundamental neste processo. O tratamento tem como busca a recuperação funcional, explorando o potencial de cada paciente. A reabilitação neurofuncional alcança este objetivo com a melhora das capacidades motoras do indivíduo, entre elas a coordenação motora, equilíbrio, força muscular, deambulação, e consequentemente a melhora dos aspectos psicossociais. Assim, o tratamento tem o intuito de melhorar a qualidade de vida do paciente.

Hoje, com as modernas técnicas e com o aprimoramento constante dos profissionais com cursos de aperfeiçoamento, essa área da fisioterapia obtém grandes resultados. Vale também acrescentar que os métodos de fisioterapia são cada vez mais valorizados pelos pacientes e por profissionais de saúde em geral. Na prática, a Fisioterapia Neurofuncional é aplicada com base em vários dos métodos de tratamento. É comum que o fisioterapeuta selecione técnicas específicas de diversos métodos de tratamento aplicando-as de acordo com as necessidades de cada paciente. Por isso, há um enorme grau de liberdade criativa baseado nos conceitos de cada método. Considerando-se que, seja qual for o método, o objetivo geral é promover o aprendizado ou reaprendizado motor desenvolvendo nos pacientes a capacidade de executar funções motoras dentro da capacidade funcional de cada paciente. Quanto mais precocemente, a partir do diagnóstico, o paciente iniciar a fisioterapia, melhor é o prognóstico.

Indicação:

A Fisioterapia Neurofuncional atua tanto na área pediátrica quando em adultos, tratando indivíduos que sofreram lesões no Sistema Nervoso, como lesões no córtex, tronco cerebral, medula espinhal, nervo periférico, junção neuromuscular. Algumas indicações de atuação da Fisioterapia Neurofuncional no adulto são:

  • Paralisia Facial Periférica (Paralisia de Bell)
  • Acidente Vascular Encefálico/ Acidente Vascular Cerebral (AVE/AVC)
  • Esclerose Múltipla
  • Traumatismo Raquimedular (TRM)
  • Síndrome de Guilain Barré
  • Neuropatia Periférica
  • Parkinson
  • Alzheimer
  • Ataxia
  • Doença de Huntington
  • Traumatismo Crânio Encefálico (TCE)
  • Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA)
  • Menigite/Meningoencefalite
  • Doenças do neurônio motor
  • Mistenia Grave
  • Distrofia Muscular
  • Aneurismas
  • Siringomielia

No tratamento pediátrico a fisioterapia neurofuncional é indicada em muitos casos, por exemplo:

  • Encefalopatia Crônica da Infância/ Paralisia cerebral (ECI/PC)
  • Síndromes genéticas (cromossomopatias)
  • Malformações sistema nervoso
  • Atraso do Desenvolvimento Neuropsicomotor (ADNPM)
  • Acompanhamento de prematuro de alto risco
  • Síndrome de Down
  • Síndrome de Möebius
  • Mielomeningolcele
  • Distonia
  • Eplepsia
  • Atrofia Muscular Espinhal
  • Hidrocefalia

Objetivos do tratamento:

  • Adequar o tônus muscular
  • Melhora do alinhamento postural, prevenindo deformidades
  • Manutenção ou melhora da amplitude de movimento
  • Melhora da coordenação motora
  • Melhora do equilíbrio
  • Estimular as atividades funcionais, gerando a maior independência possível
  • Otimizar a qualidade de vida do paciente
  • Melhorar habilidades cognitivas, indiretamente, através dos estímulos recebidos
  • Orientação da família/cuidador e do paciente
  • Prevenir instalação de doenças pulmonares ou qualquer outra intercorrência

Tratamento:

O tratamento é globalizado papel fundamental na reabilitação dos pacientes com alterações relacionadas ao sistema nervoso e os objetivos são traçados com base em uma avaliação fisioterapêutica detalhada.

O tratamento constitui-se de variados recursos cinesioterapêuticos, abrangendo recursos como bola suíça, halteres, faixas elásticas, escadas e bolas. Durante o atendimento estão inclusos treinos de marcha, de equilíbrio, sensorial, coordenação motora e de força muscular a fim de promover a restauração de funções, melhorando a qualidade de vida e independência do indivíduo.

O trabalho da CentrofisioVallora difere dos tradicionais por acreditar que sempre é possível melhorar muito a vida do paciente com alteração neurológica, proporcionando o máximo de independência possível ao indivíduo.

O tratamento Neurológico da CentrofisioVallora:

  • Esperança de recuperação/melhora
  • Estimulação externa do sistema nervoso a fim de promover sua reorganização
  • Trabalhar o máximo possível em situações funcionais
  • Contrações musculares para construir força muscular e, consequentemente, controle
  • Constante evolução de exercícios, acompanhando a melhora funcional do paciente
  • Orientações quanto ao uso de equipamentos (órteses, próteses e outros) a fim de facilitar a vida do paciente e seus cuidadores
  • Estímulo à independência funcional do paciente